Patrícia Hendricks – dedicação a Saito sensei

undefined

Já tinha ouvido falar sobre Patrícia Hendricks e sua dedicação ao aikido. Mas quando fiz uma pesquisa mais detalhada sobre ela, percebi que alí tinha muito mais do que um talento no tatame: existe o respeito e uma gratidão sincera e genuína por Saito sensei que não se vê com tanta frequência atualmente entre um aluno e seu mestre. Conheça um pouco desta excelente aikidoka, que seguiu os passos do mestre com empenho. Boa leitura!

Patricia Hendricks Sensei nasceu em 25 de setembro de 1955. Ela cresceu em Atlantic City, NJ e desde muito nova sempre foi ativa: jogava futebol e beisebol com os garotos de vizinhança e às vezes saía de casa à noite escondida, com a irmã, pulando por cima dos telhados.

Ao terminar o colegial em 1973, ela foi motivada a se mudar para a Califórnia na esperança de cursar a Universidade de Berkeley. Passou vários meses dirigindo pelo país acompanhada do seu gato e parando quando precisava de dinheiro. Muitas vezes trabalhava como garçonete. 

Quando finalmente chegou à Califórnia e tentava descobrir um lugar para morar, parou em Monterey e quis morar lá por um tempo. Enquanto Patrícia participava do Monterey Peninsula College, na Califórnia, notou uma aula de artes marciais sendo ministrada por Mary Heiny Sensei. Heiny Sensei era um Sandan de aikido na época e havia voltado recentemente de uma temporada no JapãoHendricks começou o aikido nesse momento e ela diz que o que mais se lembra dessa aula foi a Sensei Heiny instruindo-a em como fazer os rolamentos.

Logo depois, ela ouviu falar de uma pessoa ensinando Aikido na garagem e decidiu ir dar uma olhada. Era Stan Pranin, que se tornou professor de Patrícia em 1974. Desde o início, ela percebeu que ele era excêntrico, mas ela gostava daquele estilo. Nesse período, Pranin já elaborava o Aiki Journal.

Em 1976, mudou-se para Oakland para ficar mais perto da UC Berkeley e lá começou a treinar no Instituto de Aikido de Oakland, mais conhecido como o Oakland Dojo. Bill Witt Shihan era um dos professores com quem começou a treinar naquele momento.

Lá fez amizade rapidamente com alguns dos praticantes e soube que em breve eles partiriam para treinar no Japão e ela decidiu ir com eles. Então, em 1976/77, ela foi sozinha para Iwama, no Japão, para treinar com Morihiro Saito Sensei.

Inicialmente ela ficaria só alguns meses, mas começou realmente a gostar de estar lá treinando. Duas semanas depois da sua chegada em Iwama, Saito Sensei a testou para Shodan. Ela acabou ficando um ano e meio e treinou com alguns dos primeiros uchideshi de Saito Sensei.

Quando voltou para Oakland, continuou praticando no dojo de Oakland. Nessa época, ela começou a estudar na UC Berkeley e graduou-se em línguas orientais (com ênfase em japonês). E nunca parou de treinar.

Em 1983, ela começou a ensinar aikido no Kaijukempo dojo em San Leandro e em 1984, quando o professor de lá saiu, esse entregou o dojo a Patrícia Hendricks. Nessa época ela já era Sandan.

Hendricks Sensei, depois de se formar na UC Berkeley, começou a trabalhar no consulado japonês. Ela passou 3 anos trabalhando para eles até perceber que queria ensinar aikido em tempo integral.

Em 1987, como Yondan, embarcou em uma turnê de ensino de 6 meses pela Europa, economizando dinheiro para ir ao Japão e treinar novamente como uchideshi por um período maior.

Hendricks Sensei foi uchideshi de 1987 a 1989. Durante sua estadia, ela recebeu a graduação de godan de Saito Sensei e ele a presenteou com todos os 5 pergaminhos de armas com o certificado Menkyo Kaiden (significa: transmissão total) para armas.

Depois disso, ela voltou à Califórnia e ao seu dojo ensinando em período integral.  Hospedou Saito Sensei na Califórnia várias vezes na década seguinte em seu dojo e o levou a outros dojos na Califórnia para ensinar. Patrícia foi sua principal tradutora durante esses seminários.

Todos os anos, ela voltava para o Japão para treinar com Saito Sensei, levando grupos de estudantes/ praticantes com ela.

No início dos anos 90, Saito Sensei colaborou com Stan Pranin para fazer a série de livros Takemusu Aiki e Hendricks Sensei foi uma das principais uke do livro e teve até a oportunidade de demonstrar algumas das técnicas nesses livros.

No All Japan de 1994, Saito Sensei foi convidado a mostrar seu Ken Tai Jo recém desenvolvido. Hendricks Sensei era sua única uke. 

Hendricks Sensei foi premiada com Rokudan por Saito Sensei em 1998.

Infelizmente, Saito Sensei faleceu em 2002 e Patrícia esteve no funeral e teve a oportunidade de falar sobre seu amado mestre.

Desde a morte de Saito Sensei, ela continua apoiando a família Saito e a família Ueshiba.

Nas décadas de 80 e 90, ela ia treinar ocasionalmente no Hombu dojo em Tóquio. Agora, ela continua treinando lá a cada dois anos. (Se você estiver lá durante uma de suas estadias, talvez tenha a chance de treinar com ela.) 😉

No início dos anos 2000, Hendricks Sensei se tornou a chefe da Divisão 1 da Califórnia Aikido Association (CAA). Ela tem mais de 40 dojos em todo o mundo que estão sob sua liderança.

Em 2012, Hendricks Sensei foi premiada com o 7º Dan por Doshu Moriteru Ueshiba e, em 2014, ele concedeu a ela o título de Shihan (professor mestre).

Hendricks Shihan continua a ensinar em seu dojo e em todo o mundo. Ela ensinou em lugares como EUA, Argentina, Chile, Alemanha, Inglaterra, Polônia, Suécia, Dinamarca, Japão, Nova Zelândia, Austrália, México, Turquia, Itália e Canadá e continua transmitindo o conhecimento e a tradição que aprendeu no Japão com seu mestre Morihiro Saito Sensei, ajudando a manter seu legado vivo.

(imagens retiradas da página de Patricia Hendricks e da internet)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s